blogger + -
Joana Rocha; 19 anos; Porto; estudante de Medicina Dentária
links + -
facebook twitter instagram pinterest
arquivo + -
Follow + -

Clica aqui


27/08/2012 .

Blogger Mariana   Like ;)

28 de agosto de 2012 às 12:43



Blogger Joana Rocha   obrigada ;3

28 de agosto de 2012 às 12:57



Anonymous Anónimo   Oi, linda...tudo bem?
Você acredita que deu muito de si e não recebeu nada em troca? Você realmente sente assim?
Bjs carinho de Verônica

29 de agosto de 2012 às 15:41



Blogger Joana Rocha   tudo e com você?
Sim, sinto-me assim mas isto vai passar, espero eu.
Bjs querida :)

29 de agosto de 2012 às 17:36



Anonymous Anónimo   Um ditado (frase comum) em meu mundo diz: -" quando a vida te oferece um limão faz com ele uma limonada"
Querendo dizer que tudo podemos mudar. Eu sei que nem sempre podemos de verdade mudar tudo. Mais um pouquinho...quem sabe.
Um abraço carinhos. Verônica.

3 de setembro de 2012 às 00:31



Blogger Joana Rocha   Muito obrigada querida.
Beijos*

3 de setembro de 2012 às 16:27


Enviar um comentário

 comentários (6) 22:31



Ya, acho que espero mais das pessoas, e de mim! Dei muito de mim a muita gente, continuo a dar muito de mim, não aprendo. Acabo sempre por cair e para me levantar? Os meus suportes quebraram-se, por minha culpa também, já estava a fazer demasiada força. Sempre fui forte, sempre aguentei (praticamente) tudo sozinha porque sim sou do tipo que gosta de sofrer sozinha, mas a vida está constantemente a por-me à prova, como se tivesse num jogo mortal sem fim, como se não houvesse ninguém lá de cima a olhar por mim, como se tivesse sozinha neste mundo imenso. Será que é pedir demasiado que os Deuses parem de me deitar abaixo? Será que é pedir demasiado uma vida? Será que não mereço viver como toda a gente? Serei assim tão culpada? Estou cansada, cansada de lutar contra algo que não posso intervir, cansada de lutar por algo que não posso controlar, cansada de lutar contra isto que me atormenta todos os dias. Era suposto uma rapariga da minha idade passar por tanto? Com uma suposta vida pela frente! Sim, era só isso que eu queria, uma vida como toda a gente.
Quando tudo fica bem, quando estou bem tem de vir sempre mais alguma coisa. Coisa incontrolável, imprevista e sem fim ao longe.